Para que serve a drenagem linfática?

A drenagem linfática tem como objetivo aumentar o volume e a velocidade da linfa a ser transportada pelos vasos e ductos linfáticos, por meio de manobras que imitem o bombeamento fisiológico. Ela tem influência direta no aumento da oxigenação dos tecidos, favorece a eliminação de toxinas e metabólitos, aumenta a absorção de nutrientes por meio do trato digestório, aumenta a quantidade de líquidos a ser eliminada e melhora as condições de absorção intestinal, dentre outras funções.

Para que serve a drenagem linfática?

Tecidos edemaciados, circulação sanguínea de retorno comprometida, edema no período gestacional e tensão pré-menstrual, tratamento de pré e pós-cirurgia plástica, tratamento pós-lipoaspiração, celulite, cicatrizes hipertróficas e queloidianas, relaxamento de pessoas tensas, dentre outras indicações.


O sistema linfático é composto de vasos e ductos que movem os fluídos acumulados no nosso corpo. Apesar de ser muito utilizado como um procedimento estético, a drenagem linfática também é utilizada como um tratamento que visa o bem-estar e saúde de forma geral.

Para quem é indicado fazer drenagem linfática?

Como esse procedimento ajuda em diversas áreas da saúde, muitas pessoas têm dúvidas de para quem é indicada a drenagem linfática. Esse procedimento pode ser feito tanto em homens quanto mulheres em diferentes idades, que tenham as queixas para as quais a drenagem é indicada.

Drenagem linfática para edemas e linfedemas

A drenagem linfática melhora a circulação linfática, ajudando a reduzir a retenção de líquidos. 

Drenagem linfática para tratamento de celulite

A celulite é um problema que atinge a maior parte das mulheres brasileiras e pode ter seu aspecto melhorado com a drenagem linfática. A eliminação de líquidos e toxinas através da drenagem linfática melhora a circulação sanguínea, o que ajuda a diminuir a celulite.

Quem não pode fazer drenagem linfática?

Pacientes portadores de infecções agudas, flebites e tromboflebites, neoplasias malignas (câncer) diagnosticadas e em atividade, insuficiência cardíaca, hipotensão arterial, hipertireoidismo não tratado, asma brônquica grave e não tratada e febre. 

Como é feita a drenagem linfática

Essa técnica envolve uma massagem lenta e indolor em todo o corpo, no sentido dos gânglios linfáticos, visando redução do edema, maior hidratação e nutrição celular, maior rapidez na cicatrização de um ferimento (em consequência de uma melhor irrigação sanguínea decorrente da diminuição do edema) e reabsorção mais rápida de hematomas e equimoses.

A drenagem linfática estimula o metabolismo, sendo muito indicada para pessoas que possuem um sistema linfático lento. Quando o sistema linfático é bloqueado ou trabalha lentamente, ele começa a prejudicar diversas áreas do corpo do paciente. Esse bloqueio faz com que todas as toxinas, que deveriam ser eliminadas do corpo, fiquem dentro dos órgãos e causem prejuízos a saúde, como por exemplo o aumento de peso


Cada sessão dura em média uma hora ou de acordo com a necessidade para cada indivíduo e o paciente sai do consultório com a sensação de relaxamento e leveza.

Onde fazer drenagem linfática?

A drenagem linfática deve ser feita com profissional habilitado. Apesar de muitas pessoas pensarem que a drenagem é uma simples massagem, é importante ressaltar o quanto ela afeta o sistema linfático e, consequentemente, todo o funcionamento do corpo do paciente.  


Você pode agendar a sua avaliação na Clínica Nautilus e começar hoje mesmo a melhorar seu corpo e saúde fazendo drenagem linfática conosco!

Estela Franzon

Post AnteriorO que é e como funciona a carboxiterapia?
Próximo Post Conheça as vantagens do preenchimento facial