O Plano De Tratamento Correto Para O Paciente Sensato

TEXTO DRA. JULIANE KERECZ

Fisioterapeuta dermatofuncional  -  Clínica Nautilus

Artigo - Saúde  Revista  Graciosa  Country  Club

Vive-se um cenário em que a mídia, como forte influenciadora da opinião pública e comportamental, rege a atuação de alguns profissionais da área de saúde estética. São inúmeros os pacientes que, antes da primeira consulta, buscam em revistas, blogs e redes sociais, referências de planos de tratamentos, máquinas, protocolo de terapia combinada ou técnicas, mencionadas erroneamente como eficazes a qualquer tipo de organismo. Boa parte do que é divulgado apresenta considerável valor comercial e ínfimo embasamento científico - constatação que deve ser alertada pelo médico, e jamais incentivada. Infelizmente, atribui-se maior credibilidade à blogesfera, e não a informações publicadas em veículos de comunicação de confiança. Imagens são divulgadas em tempo real, não só distorcendo os verdadeiros resultados de um tratamento estético, como evidenciando milagres e fórmulas mágicas.

Para um leigo, qualquer desordem estética é atribuída à gordura localizada. Na prática clínica, o leque de desordens é amplo. Fala-se de gordura visceral (intra-abdominal) ou subcutânea, flacidez de pele (tissular) ou muscular, retenção de líquido (disfunção no sistema linfático), celulite, que pode muitas vezes ser consequência de uma associação de desordens (flacidez tissular, disfunção do sistema linfático e gordura localizada).

Não há, mesmo que diante de uma gama de recursos disponíveis, uma única técnica ou tecnologia que seja capaz de resolver simultaneamente todas as insatisfações estéticas de um paciente. Caso ouça isso,  desconfie. Cada organismo tem uma necessidade, que por vezes pode não ser resolvida pela máquina ou técnica do momento. Não existe “receita de bolo” na área de saúde estética. O único “modismo” que deve ser seguido é o da medicina baseada em evidências.

É preciso buscar um profissional de confiança, com formação adequada ao que se propõe, que apresente uma avaliação com excelência para evitar erros e melhorar a eficácia do procedimento escolhido. 


Seguem algumas dicas para evitar frustrações e arrependimentos futuros  


  • Quanto mais precisa for sua avaliação (e os recursos para isso são inúmeros: adipometria, bioimpedâcia, mensuração, registro fotográfico, câmera termográfica) maiores serão suas expectativas de resultado.

  • Falar sobre redução de gordura localizada requer cautela, embora exista uma gama de recursos para esse objetivo. Se a insatisfação de cada paciente não for estudada, o resultado será comprometido.

  • Existem casos em que o paciente apresenta aumento de resistência à insulina, histórico de ovário policístico, deficiência de Vitamina D, que devem ser previamente diagnosticados, pois podem comprometer os resultados dos tratamentos a longo prazo.
  • Ao tratar exclusivamente a gordura localizada num paciente, o nível de atenção à flacidez de pele é importante. Quando a mesma não é tratada em paralelo, o resultado final não cumpre o objetivo desejado.
  • Tratamentos de flacidez de pele dependem do quadro nutricional do paciente. Não adianta utilizar tecnologia para otimizar a produção de colágeno se o mesmo não tem suporte bioquímico para isso.
  • Tratamentos para celulite são complexos e passam por diferentes etapas, principalmente se esta vier associada à flacidez de pele. Se ocorrer mudança no tônus da pele do paciente, imediatamente o aspecto visual da celulite piora, efeito transitório num plano de tratamento bem elaborado, mas que deve ser de conhecimento do paciente. 
  • Falar sobre “quebra de gordura” na área estética é corriqueiro. A lipólise é o processo de quebra de gordura armazenada em adipócitos, fenômeno fisiológico que ocorre todas as vezes que o organismo precisa de energia para se manter, quando estamos em jejum ou praticando alguma atividade física que demanda gasto energético por períodos prolongados. Portanto, fique atento aos “milagres” que propõem resultados sem grandes esforços.

  • Evite os profissionais que alegam conhecer todos os procedimentos da área estética e serem capazes de realizá-los com maestria. Os trabalhos multidisciplinares, ou seja, com a participação efetiva de um bom personal, um fisioterapeuta, um nutricionista, um médico, ou quantas especialidades forem necessárias, certamente são mais propensos ao sucesso. 
Post AnteriorOs Avanços Da Medicina Estética - Novas Tecnologias
Próximo Post Seu Aniversário!